Relógio
 
Loading
 

 

NOTÍCIAS DA UNIMED PAULISTANA

 

 

 

LISTAGEM DOS PROCESSOS JÁ DISTRIBUÍDOS

Clique AQUI

 
 
 

CLIQUE AQUI

 
 

MARÇO 2017

 

UNIMED PAULISTANA

LIBERAÇÃO DE ALVARÁS

31/03/2017 - 09h41min

Companheiros, conforme informado em nota anterior, a juíza expediu um mandado de citação para a Unimed Paulistana na audiência de novembro e assim a advogada do interventor tomou ciência dos processos distribuídos e está fazendo as manifestações dos processos. Isso ainda vem acontecendo.

Em fevereiro de 2017 e nos dias 27 e 28 de março a juíza liberou um lote de alvarás. Todas as pessoas que eram de responsabilidade do SECMESP e que foram contempladas nessas liberações já foram contatadas, os contatos foram por telefone e e-mail. Tão logo saiam novos alvarás informaremos.

Gostaria de aproveitar o ensejo e solicitar que aquelas pessoas QUE NÃO RECEBERAM O NÚMERO DO PROCESSO (AÇÃO MONITORIA) envie apenas 1 (um) e-mail novamente, para talitasilvestre@secmesp.org.br ou info@secmesp.org.br, solicitando o número colocando nome completo e CPF.

Aproveito ainda para informar a comunicação entre os ex funcionários da unimed paulistana e o sindicato deve ser feito SOMENTE pelos seguintes canais:

- e-mail: info@secmesp.org.br e talitasilvestre@secmesp.org.br

- telefone(19) 3232-1471 e (19) 99959-8579 (celular Dra Talita - não tem whatsapp)


Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP


NOVEMBRO - 2016

UNIMED PAULISTANA

AUDIÊNCIA NA 77ª VARA DO TRABALHO

30/11/2016 - 10h41min

 

Companheiros, no dia 28/11/2016, às 10 horas da manhã foi realizada uma audiência na 77ª Vara do Trabalho de São Paulo, onde tramitam os processos em face da Unimed Paulistana.

Foi uma nova audiência de conciliação em que estavam presentes: juíza, promotora, os sindicatos e a advogada do interventor da ANS.

O motivo desta audiência foi para que a juíza nos informasse que estava mais uma vez tentando fazer com que o processo andasse mais rápido, então nesta data a juíza já expediu um mando de citação para a Unimed, através de seu interventor, para que tomasse ciência de todos os processos distribuídos pelos sindicatos e assim analisasse os valores e em uma petição única colocasse o seu de acordo, nos processos que for analisando. Com isso as manifestações nas ações monitorias ficarão mais ágeis. A promotora do caso e os sindicatos concordaram com a medida.

Tão logo seja liberada essa listagem para a juíza e somente para ela, já serão tomadas providências para liberação de mais alvarás.

Sendo assim, nosso recado anterior continua valendo, tão logo sejam liberados novos alvarás informaremos as pessoas.

Aproveito ainda para informar que por questões de segurança e privacidade dos trabalhadores o SECMESP não divulga mais lista alguma. Quando sai alguma publicação de liberação de alvará, nós entramos em contato direto com a pessoa. Assim sendo, não nos responsabilizamos por qualquer tipo de listagem que esteja circulando.

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

UNIMED PAULISTANA

LIBERAÇÃO DE ALVARÁS

01/11/2016 - 09h09min

Atualizado em 30/11/2016

 

Companheiros, informamos anteriormente que haviam começado as publicações de sentenças dando procedência na ação monitória.

A partir do dia 27/10/2016 começou de fato a ocorrer a liberação dos alvarás.

Tivemos publicações nos dias 27 e 28 de outubro e já entramos em contato com as pessoas. Sairá dia 03/11 nova publicação, mas já nos adiantamos e também entramos em contato com as pessoas.

Toda vez que sair publicação de expedição de alvará, nós entraremos em contato com as pessoas através de telefone e e-mail informando sobre a publicação.

É dada entrada do alvará direto no Banco do Brasil, do fórum trabalhista, não pode ser outro banco do brasil. Mas quando entrarmos em contato com vocês explicaremos o passo a passo para não ter dúvidas.

O fórum estará fechado nos dias 31/10, 01/11 e 02/11.

Tão logo saiam novas liberações informaremos e entraremos em contato.

 

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

OUTUBRO - 2016

 

SETEMBRO - 2016

 

UNIMED PAULISTANA

PUBLICAÇÃO DE EXPEDIÇÃO DE ALVARÁS CONTINUA DIARIAMENTE

13/09/2016 - 13h53min

 

Companheiros, informamos no dia 30/08/2016 que juíza havia começado a  publicar as sentenças de alguns processos e autorizado a expedição de alvarás.

Pois bem, hoje estamos aqui para informar que continuam sendo publicados diariamente sentenças e autorizações de alvará e essa semana já tivemos a publicação com a expedição do alvará já de alguns casos.

Já estamos entrando em contato com as pessoas que tiveram a publicação da expedição do alvará.

Tão logo saiam novas liberações informaremos e entraremos em contato.

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

AGOSTO - 2016

UNIMED PAULISTANA

77ª VARA RETOMA TRABALHOS E EXPEDIÇÃO DE ALVARÁS CONTINUA

30/08/2016 - 12h28min

 

Companheiros, informamos anteriormente (notícia veiculada em 04/07/16 - http://www.secmesp.org.br/noticias/noticiaspaulistana.html) sobre o fechamento da Vara 77, para regularização dos trabalhos.

Recentemente saíram publicações de Sentenças de ações monitorias de responsabilidade do SECMESP, informando a procedência da ação e autorizando a expedição de alvarás.

Já estamos entrando em contato com as pessoas a que se referem os processos e passando as instruções.

Tão logo saiam novas liberações informaremos e entraremos em contato.

Agora é só uma questão de tempo para que todos os representados nessa ação pelo SECMESP recebam e que as especulações e os falsos boatos terminem.

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

JULHO - 2016

UNIMED PAULISTANA

MAGISTRADA SOLICITA SUSPENSÃO DOS TRABALHOS DA 77ª VARA POR TRÊS MESES

04/07/2016 - 12h09min

 

Como muitos sabem, a partir do dia 1º de julho até 30 de setembro haverá a suspensão dos prazos e suspensão do atendimento de balcão na vara 77. A magistrada responsável pela vara pediu intervenção da Corregedoria em razão de grande volume de processos. Durante os três meses de suspensão, os processos serão colocados em ordem e após esse período, com os processos em dia, as ações podem tramitar com mais rapidez. Essa medida é extremamente benéfica para todos.

 

Reforçamos que quem solicitou a suspensão foi a magistrada da vara 77 e NÃO O SECMESP. TODOS OS PROCESSOS nessa vara serão suspensos nesse período, não somente os do SECMESP. Devemos, portanto, aguardar o retorno dos trabalhos da vara 77.

 

O trabalho do sindicato vai continuar e estamos à disposição, para na medida do possível atender a todos.

 

Lembrem-se de que TODAS AS NOTÍCIAS VERDADEIRAS E QUE PODEM SER PROVADAS sobre o caso da Unimed Paulistana estão no link http://www.secmesp.org.br/noticias/noticiaspaulistana.html. Lembrem-se também que quem demitiu e não pagou foi unicamente a Unimed Paulistana.

 

Leiam e compartilhem. Esse é o melhor remédio contra os boatos infundados!

 

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

 

 

JUNHO - 2016

 

MAIO - 2016

 

09/05/2016 13h25min


Orientamos anteriormente os trabalhadores demitidos pela Unimed Paulistana a enviarem um e-mail para a Dra. Talita solicitando o número do processo.

Devido ao grande número de e-mails recebido sobre esse assunto, ainda não respondemos todos, mas afirmamos que TODOS OS E-MAILS SERÃO RESPONDIDOS. Então, se você já enviou e-mail solicitando o número do processo, NÃO ENVIE OUTRO E-MAIL COM O MESMO ASSUNTO, pois isso atrasa nosso trabalho, fazendo com que o seu e-mail e todos os outros e-mails dos seus companheiros que também foram demitidos demorem mais a ser respondidos.

Aguarde que seu e-mail será respondido. Uma grande parte já foi respondida e continuamos nosso trabalho.

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

ABRIL - 2016

 

UNIMED PAULISTANA

ENTENDENDO MELHOR OS ENVOLVIDOS

28/04/2016 - 07h51min

 

A situação dos empregados dispensados pela Unimed Paulistana é composta pela seguinte situação e atores:

UNIMED PAULISTANA: empregadora que demitiu todos seus empregados e não pagou as verbas rescisórias e multa do FGTS devidas, sendo, portanto, devedora, pois foi ela quem causou esta situação dando calote nos seus empregados.

OS EMPREGADOS DEMITIDOS: são os credores, possuem direitos a receber, e foram portanto, vítimas da empregadora devedora.

O SINDICATO SECMESP que representa parte dos empregados demitidos pela devedora, e num esforço sobre-humano, conquistou recursos para que os empregados recebessem seus direitos. Foi pioneiro nas medidas judiciais que permitiram arresto das verbas necessárias para garantir que cada um possa receber o que é seu. Se não fosse esta iniciativa do SECMESP, tudo seria bem mais complicado e demorado para os empregados demitidos.

O JUDICIÁRIO, que até o momento tem dado todo o suporte necessário para que a quantia arrestada seja destinada aos credores, dedicando-se com zelo e presteza na prestação jurisdicional, dando uma assistência inigualável a todos os demitidos que procuram a secretaria da 77ª Vara do Trabalho para obtenção de informações. Nunca se viu tanta dedicação do judiciário para a questão que envolve os empregados da Unimed Paulistana, cabendo aqui elogiarmos a Juíza Titular da 77ª Vara do Trabalho pela sua atenção, coragem e eficiência na questão, e elogiarmos também o ótimo atendimento que os funcionários da secretaria dispensam aos advogados e aos aflitos empregados dispensados.

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, desde o início das demissões da Unimed Paulistana,  tem dado apoio e atenção especial aos procedimentos, cobrando, participando e fiscalizando os atos judiciais, para que tudo corra dentro da legalidade e não ocorram fraudes na liberação dos recursos bloqueados pela Justiça.

Este esclarecimento se faz necessário, para lembrar o que o SECMESP já fez e está fazendo: bloqueou na justiça as verbas necessárias para que os trabalhadores demitidos pela Paulistana possam receber seus direitos; já distribuiu até hoje 930 ações individuais e continuará distribuindo até a última, lutando sempre juntamente com os demitidos pela Unimed Paulistana pelo recebimento dos seus direitos que foram sonegados pela devedora.

Estes são os fatos. São públicos, documentados e podem ser comprovados. Quem trabalha com seriedade, responde pelo que faz e não "esconde a cara".
E quanto aos boatos? Já conseguiram comprovar algum? Já acharam algum responsável? Não, né?! Por que, será?

 

Informações: Dr. Marco Antonio Mundt Perez - Depto. Jurídico do SECMESP

UNIMED PAULISTANA:
EXPEDIÇÕES DE ALVARÁS INICIADAS!

11/04/2016 - 12h41min

 

Atenção, trabalhadores DEMITIDOS PELA UNIMED PAULISTANA: A Juíza começou a expedir os alvarás de levantamento das verbas de direito (aquelas constantes no termo de rescisão do contrato de trabalho e a multa de 40% do FGTS), QUE FORAM CONQUISTADAS GRAÇAS À LUTA E AO TRABALHO SÉRIO E ÁRDUO DO SECMESP PELOS TRABALHADORES.

Alguns alvarás já foram confeccionados e estão aguardando o trânsito em julgado da sentença para liberação. À medida em que for ocorrendo o trânsito em julgado, os alvarás para levantamento dos valores também serão liberados.


COMO VOU SABER QUANDO MEU ALVARÁ FOR LIBERADO?
À medida que os alvarás forem liberados, o Fórum ou o SECMESP entrará em contato com cada FUNCIONÁRIO DEMITIDO PELA UNIMED PAULISTANA para avisar sobre a liberação do alvará.


O QUE DEVO FAZER QUANDO MEU ALVARÁ FOR LIBERADO?
Assim que seu alvará for liberado e você for notificado pelo Fórum ou pelo SECMESP, você deve se dirigir até a agência Banco do Brasil, localizada no andar térreo do Fórum da Barra Funda levando seus documentos. Aí então você pode decidir sacar o dinheiro ou transferir para alguma conta de sua preferência, como desejar.

 


E VOCÊ, AINDA ACREDITA NAQUELES TAIS BOATOS ABSURDOS OU JÁ ENTENDEU QUE O SECMESP ESTÁ E SEMPRE ESTEVE AO SEU LADO LUTANDO POR VOCÊ?
ALIÁS... ALGUÉM JÁ ENCONTROU ALGUM RESPONSÁVEL PELOS BOATOS? NÃO NÉ...

 


LEMBREM-SE: A UNIMED PAULISTANA DEMITIU E NÃO PAGOU. O SECMESP LUTOU E CONQUISTOU!

 

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

 

MARÇO - 2016

 

COMUNICADO AOS EMPREGADOS DA UNIMED PAULISTANA QUE FORAM DEMITIDOS EM DEZEMBRO DE 2015 E JANEIRO DE 2016, EM PERÍODO DE ESTABILIDADE

30/03/2016 - 11h03min

 

Realizamos uma reunião com empregadas portadoras de estabilidade provisória que foram DEMITIDAS PELA UNIMED PAULISTANA.

Pelo fato da ESTABILIDADE NÃO PERMITIR A HOMOLOGAÇÃO dos termos de rescisão, esclarecemos o seguinte:

  • Foi combinado que CONFORME VENCESSEM OS PRAZOS DA ESTABILIDADE o SECMESP HOMOLOGARIA os termos de rescisão, para assim estas pudessem levantar o saldo da conta do FGTS e se habilitassem ao seguro desemprego, e posteriormente ingressaríamos com as ações monitórias individuais para que cada uma delas recebessem as verbas rescisórias não pagas pela empregadora.

  • Ocorre que com a decretação da liquidação da Unimed Paulistana, o PRÉDIO onde realizávamos estes procedimentos foi LACRADO PELA ANS, impossibilitando assim o atendimento dessas companheiras DEMITIDAS PELA UNIMED PAULISTANA.

  • Recentemente obtivemos de uma entidade de trabalhadores de Brasília/DF, parceira do SECMESP, autorização para utilizarmos as instalações de seu escritório em São Paulo para atender estas pessoas.

  • Desta forma, se a sua situação é idêntica à qual aqui relatamos, ou seja, foi demitida com estabilidade, e esta já venceu, solicitamos que entrem em contato através de e-mail com o SECMESP para lhe avisarmos do dia, hora e local em que brevemente realizaremos estas homologações.

As pessoas que compareceram na reunião do dia 04/02/2016 serão comunicadas por e-mail que forneceram naquela ocasião.


LEMBREM-SE SEMPRE: QUEM DEMITIU E NÃO PAGOU FOI A UNIMED PAULISTANA.

 

 

Informações: Dr. Marco Antonio Mundt Perez - Depto. Jurídico do SECMESP

 

UNIMED PAULISTANA

VAMOS FALAR UM POUCO SOBRE BOATOS...

25/03/2016 - 11h26min

                
Constantemente, alguns trabalhadores DEMITIDOS PELA PAULISTANA, movidos por boatos infundados, nos procuram para reclamar, ofender o sindicato e seus profissionais, alegando que “ouviram dizer” alguns absurdos, entre eles: que a liberação dos valores da indenização que postulam na Justiça do Trabalho ainda não saiu por atitudes tomadas pelo sindicato. Chegam até a dizer que o Sindicato é contra esta liberação; que o sindicato não fez nada, que o sindicato distribuiu apenas 10% das ações; que várias pessoas que procuraram advogado particular já receberam; enfim, que a culpa da situação é do SECMESP.

ISSO TUDO É BOATO, ou seja, uma notícia falsa, sem veracidade confirmada, que pessoas vão passando de boca em boca. Além de falsas, essas notícias são alarmantes e altamente prejudiciais, pois confundem o trabalhador e dificulta nosso trabalho. Até hoje NINGUÉM PROVOU NENHUM DESSES BOATOS E NINGUÉM TEVE A CORAGEM DE SE IDENTIFICAR COMO CRIADOR DESSES BOATOS, para que pudesse, como nós, responder perante a justiça por suas afirmações e aí sim ajudar verdadeiramente todos os trabalhadores!!!

Como vocês sabem, o SECMESP TOMOU A INICIATIVA DE PENHORAR 80 MILHÕES de reais para garantir o recebimento dos seus direitos. E CONSEGUIU! O SECMESP foi o primeiro e único sindicato a ingressar com a ação. Os demais aderiram à nossa ação de arresto. Essa é a maior prova de que nossa ação pioneira foi correta. Isso graças ao SECMESP.

Já ingressamos com mais de 930 ações individuais para viabilizar a cada um o recebimento das suas verbas rescisórias e multa do FGTS, sem contar as homologações de quase todos demitidos, que permitiu que você, trabalhador, levantasse o saldo do FGTS e se habilitasse ao seguro desemprego. Mais uma vez, graças ao SECMESP.

Se o SECMESP não tivesse agido e mais importante, agido corretamente desde o início, você além de demitido pela Paulistana sem receber nada, não conseguiria levantar o FGTS e o seguro desemprego. Claro que a situação não é nada confortável, mas pense... reflita... compare os fatos em relação aos boatos.

Portanto, devemos ficar alerta e pensarmos:

- Quem são os interessados em criar e difundir os boatos que surgem apenas para desacreditar o SECMESP, que GRATUITAMENTE está patrocinando as ações individuais dos trabalhadores que levaram o calote?

- Quem são os interessados em convencer alguns trabalhadores a desistir de ação individual JÁ PROPOSTA PELOS ADVOGADOS DO SECMESP, sob alegação do companheiro que diz que contratou um advogado particular?

- Quais são os verdadeiros interesses dessas pessoas que disseminam boatos, que fazem denúncias infundadas na imprensa e fazem graves ameaças ao SECMESP e aos profissionais do SECMESP?

- O que essas pessoas que criam e disseminam esses boatos já fizeram até agora para que você recebesse seu dinheiro? E por que essa pessoa não leva essa “formula mágica do recebimento” à justiça para que todos os trabalhadores também possam receber?

Compare as atitudes “desses” com a postura e tarefas já realizadas pelo SECMESP em prol da categoria.

O criador de boato infundado prejudica centenas de trabalhadores e sai impune. Não tem coragem de se identificar, não consegue provar nenhum boato e tão pouco tem coragem para responder pelo que diz perante á justiça.

A diferença é que NÓS MOSTRAMOS A CARA para o trabalhador e respondemos perante a justiça. Damos nomes e sobrenomes dos responsáveis pelos trabalhos. Informamos em um veículo de livre acesso todos os nossos passos para que todos os interessados tenham acesso. Isso é trabalho sério e transparência, em respeito aos trabalhadores.

 

Não sejam enganados!

Notícias sobre a situação dos empregados da Unimed Paulistana você vê aqui.

 

Informações: Dr. Marco Antonio Mundt Perez - Depto. Jurídico do SECMESP

 

UNIMED PAULISTANA

VAMOS FALAR UM POUCO SOBRE GRATUIDADE...

23/03/2016 - 13h37min

 

Companheiros, vamos falar hoje um pouco sobre “GRATUIDADE” e, mais uma vez derrubar boatos que se propagam, SEM UMA ÚNICA PROVA ou sem ter seus autores identificados, PREJUDICANDO SERIAMENTE TODOS OS TRABALHADORES.

Após a UNIMED PAULISTANA ter demitido os trabalhadores e não pago as verbas rescisórias e multa do FGTS, o SECMESP entrou com uma ação e conseguiu bloquear na Justiça o valor de 80 milhões de reais, para que os trabalhadores recebam as verbas e multas do FGTS.

Nesse caso da Paulistana o SECMESP foi o primeiro e único sindicato a ingressar com essa ação em defesa dos trabalhadores. Os demais aderiram à nossa ação de arresto, e o valor arrestado foi elevado para cerca de 140 milhões, em atendimento aos pedidos de reforço de penhora por eles requeridos.


MAS O SECMESP ESTÁ FAZENDO ISSO DE GRAÇA? POR QUÊ?

O SECMESP ingressou GRATUITAMENTE, sim... GRATUITAMENTE com as ações monitórias em defesa dos trabalhadores.

Para aqueles que ganhavam altos salários isso talvez não faça diferença, pois esses tinham condições de contratar grandes escritórios de advocacia para defendê-los. Mas para os demais trabalhadores (principalmente para os que ganhavam baixos salários e para os menos favorecidos), essa GRATUIDADE faz toda a diferença, pois evita que o trabalhador tire o dinheiro do seu sustento e de sua família para cobrar na Justiça o que a UNIMED PAULISTANA JÁ DEVERIA TER PAGO.

A CLT, em seu artigo 513º, nos esclarece que “o Sindicato tem como prerrogativas, entre outras, a de representar, perante as autoridades administrativas e judiciárias, os interesses gerais da respectiva categoria ou profissão liberal ou os interesses individuais dos associados relativos à atividade ou profissão exercida”. Isso se torna então um dever do sindicato e por isso, NÃO PODE cobrar para exercer essa prerrogativa.


EU POSSO PROCURAR UM ADVOGADO PARTICULAR?

Todo cidadão brasileiro tem o direito de constituir seu próprio advogado particular. Esse direito foi conquistado a duras penas ao longo da história do Brasil e nós o respeitamos com veemência!

Portanto, se você tem condições financeiras ou JULGA SER MELHOR PARA VOCÊ constituir um advogado particular para cuidar desse caso, O FAÇA! Solicitamos apenas que nos comunique sobre a decisão para que excluamos seu nome das ações monitórias que foram e continuam a ser distribuídas e para que seu advogado possa assumir os trabalhos corretamente.



Reforçamos que todos os interessados podem ler e reler todas as notícias sobre a Unimed Paulistana veiculadas em nosso site CLICANDO AQUI. Ao contrário dos boatos, essas notícias tem data, hora e são assinadas por nossos profissionais do Depto. Jurídico, que infelizmente tem que dedicar parte de seu escasso tempo para desmentir boatos que alguns trabalhadores (que nunca tem coragem de se identificar) criam... tempo esse que é valiosíssimo e que seria melhor aproveitado se usado para agilizar na distribuição das ações monitórias individuais.

 

Informações: Dr. Marco Antonio Mundt Perez e Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

 

 

UNIMED PAULISTANA - ATUALIZAÇÃO - 21/03/2016

21/03/2016 - 15h37min

 

Prezados companheiros demitidos pela Unimed Paulistana.

Informamos que a reunião que teríamos com os advogados designados pelo liquidante da Unimed Paulistana, que ocorreria nessa semana, foi suspensa devido a possibilidade de ocorrer uma reunião com a Juíza Titular da 77ª Vara do Trabalho de São Paulo nos próximos dias.

Desta forma, existindo esta possibilidade, a reunião com aqueles advogados será mais produtiva após reunião com a Juíza que comanda o andamento dos processos judiciais dos companheiros demitidos.

Esclarecemos também que a suspensão da reunião decorre apenas por decisão de serem discutidos, além dos assuntos pautados, parâmetros que poderão surgir em reunião com o judiciário, tornando-se assim mais produtivo que a reunião com os liquidantes ocorra após conversa com o judiciário e Ministério Público, consignando-se também  que a gestão liquidanda se comprometeu em nos contatar para um novo agendamento.

 

 

Informações: Dr. Marco Antonio Mundt Perez - Depto. Jurídico do SECMESP

 

UNIMED PAULISTANA - ATUALIZAÇÃO - 18/03/2016

18/03/2016 - 14h31min

 

Companheiros, foi marcada para a semana que vem, uma reunião com os advogados nomeados pela Unimed Paulistana para tratarmos dos PROCESSOS JUDICIAIS JÁ DISTRIBUÍDOS e para discutirmos outros assuntos que envolvem empregados que estavam afastados.

Solicitaremos também que esses advogados se empenhem para que se manifestem nos PROCESSOS que JÁ foram DISTRIBUÍDOS pelo SECMESP, para assim ACELERAR a conclusão dos processos e, dessa forma, expedir os alvarás para levantamento dos valores devidos.

É IMPRESCINDÍVEL que compreendam ainda que quem criou todos esses problemas foi UNICAMENTE a UNIMED PAULISTANA, que ao invés de resolver o problema dos trabalhadores, teimam a jogar a culpa no sindicato e na justiça. O SECMESP agiu unicamente para SOLUCIONAR esses problemas e PROTEGER os TRABALHADORES.

Lembrem-se de que NÃO temos poder legal para “acelerar” a tramitação de processos na justiça. NÃO temos poder legal para pressionar juízes a darem decisões ou para acelerar as decisões dos juízes. E mais importante: NÃO ESTAMOS COBRANDO NENHUM VALOR PARA FAZER ESSE TRABALHO e, dessa forma, trabalhamos conforme permitem nossos recursos, mesmo com a falta de apoio de boa parte da categoria.

Só podemos ser cobrados por aquilo que recebemos para fazer. NADA A MAIS E NEM A MENOS.

Temos notícias de que alguns sindicatos estão com os processos mais adiantados, porém ELES ESTÃO COBRANDO UMA TAXA DOS TRABALHADORES PARA FAZER ESSE TRABALHO. O SECMESP não julgou ser justo cobrar qualquer tipo de taxa de trabalhadores que foram demitidos, sem receber sequer seus direitos.

FIQUEM ATENTOS! NÃO SEJAM ENGANADOS!

Reforçamos que todas as nossas ações estão documentadas com datas e nomes dos responsáveis, sendo arquivadas aqui em nosso site. Essas notícias são de domínio público, podendo ser acessadas por todos os trabalhadores e também por todos os órgãos governamentais e judiciais que desejarem.

... Já aqueles que difundem boatos alarmantes não mostram a cara e não tem comprovação de nenhum fato, não é?!

 

 

Informações: Dr. Marco Antonio Mundt Perez - Depto. Jurídico do SECMESP

 

EMPREGADOS DEMITIDOS PELA UNIMED PAULISTANA

 

11/03/2016 - 12h27min

 

Informamos que os empregados da Unimed Paulistana que tiveram suas homologações no mês de outubro de 2015 já tiveram suas ações monitórias distribuídas na Justiça do Trabalho.

Em breve publicaremos uma outra lista atualizada com os nomes dos empregados que já tiveram suas ações distribuídas.

Lembramos que já publicamos neste site uma lista com o nome dos empregados que já tiveram suas ações distribuídas.

Continuamos ingressando com as ações.

 

Informações: Dr. Marco Antonio Mundt Perez - Depto. Jurídico do SECMESP

 

Quer ver todas as notícias sobre a Unimed Paulistana? Clique AQUI

FEVEREIRO - 2016

   
   
   

UNIMED PAULISTANA - Atualização

25/02/2016 - 17h03min

Prezados

Venho por meio desta informar que não estamos atualizando o site com novas informações pois não há até o momento novidades. As ações continuam sendo distribuídas (o restante que faltava e as ações dos estáveis), a Unimed depois de intimada pela juíza tem 5 dias para se manifestar em cada ação (falar que realmente a pessoa era funcionário e deve o valor ali constante), depois da manifestação a juíza tem que sentenciar, mandar fazer o alvará, aguardar o aviso de crédito pelo Banco para depois liberar os alvarás.

Até o momento não foi liberado para ninguém e não há ainda previsão.

A parte que compete ao sindicato vem sendo feita corretamente.

 

Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

 

UNIMED PAULISTANA: ATUALIZAÇÃO DAS NOTÍCIAS

03/02/2016 - 11h13min

 

Companheiros, seguem abaixo as atualizações recentes sobre o andamento do processo da Unimed Paulistana.

As ações continuam a ser distribuídas e em NENHUM MOMENTO paramos a distribuição.

Houve alguns protocolos de desistência (quem acompanha o número do processo pôde verificar), mas esses protocolos não foram do SECMESP e não tem relação com as ações monitórias de responsabilidade do SECMESP.

O dinheiro continua guardado e continua sendo para uso exclusivo dos funcionários da Unimed Paulistana.

Como se já não bastasse a desagradável situação em que a Unimed Paulistana colocou os funcionários, ainda surgem boatos absurdos sem fundamento nenhum, que prejudicam e confundem o trabalhador.

Por isso, fique atento às falsas informações e boatos infundados. Se por um lado ninguém tem a coragem suficiente para assumir a autoria de um boato alarmista e provar as FALSAS INFORMAÇÕES DIVULGADAS, mantemos aqui em nosso site o registro de todas as informações, que são verídicas e podem ser comprovadas por qualquer trabalhador, cidadão ou órgão governamental.

Até o momento a Juíza não liberou os valores para ninguém. Os trâmites do processo continuam seguindo normalmente. Agora, de acordo com as regras processuais, a justiça aguarda uma manifestação da Unimed Paulistana.

Após essa manifestação, a Juíza deve dar andamento para a confecção de alvará e logo deverá fazer a liberação dos valores. Não nos foi fornecido prazo para que isso aconteça, mas acreditamos que logo isso aconteça, pois a Unimed Paulistana informou que começou a fazer as manifestações.

LEMBREM-SE SEMPRE que quem provocou todo esse problema, desde o início e os colocou nessa situação NÃO FOI O SECMESP e nem a justiça. Foi unicamente a Unimed Paulistana. A justiça e o SECMESP estão trabalhando para RESOLVER todo o problema.

 

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

 

 

 

 

JANEIRO - 2016

 
 

DEZEMBRO - 2015

 

UNIMED PAULISTANA

LISTAGEM DOS PROCESSOS DISTRIBUÍDOS ATÉ O RECESSO

24/12/2015 - 09h14min

 

       Companheiros, informamos que o fórum entrou em recesso (férias) no dia 18/12/2015, devendo retornar ao seu funcionamento normal dia 18/1/2016. Neste período não poderemos distribuir ações, consultar processo no balcão e tão pouco ingressar no fórum.
       Disponibilizaremos abaixo uma relação prévia dos nomes distribuídos até o recesso. Não informaremos o número de processo, pois desde o dia 14/12 a distribuição passou a ser eletrônica e a gerar número de processo direto. Então para evitar confusão com os números, vamos passar única e tão somente a listagem dos nomes distribuídos. Ela está em ordem alfabética para facilitar a localização.
       Na volta do recesso continuaremos distribuindo e sempre que for possível disponibilizaremos nova lista dos processos distribuídos.
       Lembramos que essa relação é referente aos processos que o SECMESP distribuiu e não significa que os valores dessas pessoas já foram liberados. A liberação é de competência da justiça do trabalho e conforme atualização anterior só começará dia 22/01 através de critério ainda desconhecido deste sindicato.

 

       Acompanhe AQUI a listagem dos processos distribuídos até o recesso.

 

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

 

 

UNIMED PAULISTANA - AUDIÊNCIA DO DIA 14/12/2015

15/12/2015 - 09h58min

 

Companheiros, informamos que ontem (14/12/2015) foi feita uma audiência na Vara do Trabalho com a Unimed Paulistana, o Ministério Público e os sindicatos que entraram com ação de arresto junto com a nossa ação.

 

Recebemos da Juíza e do Ministério Público as seguintes informações:
1) As ações monitórias estão sendo autuadas pelo fórum e a Unimed Paulistana será intimada de cada uma delas para dar a sua anuência (é um requisito processual indispensável para o processo e para que vocês possam receber o dinheiro). Para isto já ficou acordado que toda sexta-feira os advogados da Unimed Paulistana irão ao fórum se manifestar nos processos que já estiverem montados (autuados).

 

2) Depois que isso acontecer a Juíza e o Ministério Público vão conferir com o CAGED se aquela ação monitória realmente é de um funcionário CLT da Unimed Paulistana, para evitar fraude e evitar também que outros prestadores de serviço entrem com a ação monitória e recebam no lugar dos funcionários, afinal o papel do SECMESP é trabalhar em prol dos trabalhadores em cooperativas médicas. Essa é uma garantia a mais para vocês, trabalhadores.

 

3) Feito isso, serão liberados os valores por alvará para cada funcionário (será feito um trâmite desse para cada processo).

 

4) Os casos de estabilidade deverão ser processados através de ação individual e distribuído para uma das varas da justiça do trabalho mencionando o arresto e solicitando que o valor pleiteado seja guardado até o fim do processo.

 

5) A liberação de valores pela vara importará homologação apenas em relação as verbas e valores constantes do TRCT, bem como da multa de 40% sobre os valores do FGTS, cujos extratos forem juntados aos autos.

 

6) Os autos foram convertidos em execução em razão da instalação do processo eletrônico agora na justiça do trabalho, o que impede a distribuição física de ações monitórias. 

 

Diante disso o SECMESP informa que continuará distribuindo as ações, agora obrigatoriamente na forma eletrônica e não mais física e que este ano não será liberado nenhum valor. Os valores começarão a ser liberados a partir do próximo ano, conforme fluxo de distribuídas e manifestação da Unimed. Isso compete única e exclusivamente ao fluxo da vara do trabalho.

 

Reforçamos que nos responsabilizamos apenas pelas informações que constem no nosso site, uma vez que são confiáveis e verídicas, pois são passadas pelo nosso departamento jurídico.
Assim, informamos que a ata de audiência está disponível no site do TRT em consulta processual para que os trabalhadores possam consultar.

 

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

 

 

UNIMED PAULISTANA - ESCLARECIMENTOS DA AÇÃO DE ARRESTO

01/12/2015 - 17h33min

    Companheiros, diante de alguns questionamentos que recebemos, vamos esclarecer aqui alguns pontos do andamento processual da Ação de Arresto.
    As pessoas que estão acompanhando a ação estão se deparando com a seguinte mensagem:

30/11/2015 Protocolo de Petição de Outros - Diversos
  Nome: AÇÃO MONITÓRIA - Nome do funcionário 

    Isso significa que a ação do funcionário em questão já foi distribuída e que a vara já autuou (colocou capa, furou, numerou) o processo. Agora ele vai para a Juíza.

    MAS ATENÇÃO, a mensagem não significa que o valor já está disponível para o trabalhador, mas sim demonstra que as ações estão andando e em breve os valores começarão a ser liberados.
    Lembramos ainda que nenhum valor foi liberado para nenhum trabalhador e não sabemos quando será liberado, pois existem alguns trâmites jurídicos que devem ser cumpridos e serão cumpridos.

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

 

NOVEMBRO - 2015

UNIMED PAULISTANA: RESUMO DOS ACONTECIMENTOS

19/11/2015 - 13h37min

 

    Realizamos em setembro de 2015 a assembleia na Unimed Paulistana. Logo após os funcionários serem demitidos , o SECMESP entrou com a medida cautelar de arresto para bloquear parte dos ativos financeiros em nome da Unimed Paulistana que estavam na ANS para garantir os direitos dos trabalhadores. A liminar foi deferida em 07/10/15.
    Simultaneamente começamos a fazer as homologações com a ressalva de que não foram feitos o pagamento dos valores ali constantes e nem da multa de 40% do FGTS. Fizemos as homologações para que os funcionários pudessem dar entrada no FGTS e no seguro desemprego e assim tentarmos diminuir o impacto que a Unimed Paulistana causou nessas famílias. As homologações terminaram dia 11/11/15.
    O valor bloqueado através da ação que o SECMESP ingressou foi transferido para a conta do juízo nesta segunda feira dia 16/11. Ou seja, o dinheiro está garantido.
    A ação principal informando sobre as demissões, sobre o não pagamento e fazendo comprovação do alegado já foi feita também.
    Os próximos passos agora são continuar com as ações monitorias e aguardar uma audiência entre sindicato e Unimed Paulistana para viabilizar uma forma mais rápida de fazer as ações.
    Os valores ainda não começaram a ser distribuídos e não há previsão ainda para isso.

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

 

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

 

 

SECMESP FINALIZA AS HOMOLOGAÇÕES NA UNIMED PAULISTANA

12/11/2015 - 15h15min

     Finalizamos ontem, dia 11/11/2015, as homologações dos últimos funcionários que ainda estavam trabalhando na Unimed Paulistana.
     Foram ao todo 450 homologações ao longo do dia. No total já homologamos mais de 1600 funcionários.
     Todos os funcionários da nossa categoria já foram homologados e, visando o melhor para o trabalhador, desde o primeiro dia de homologações (22/10/2015) o SECMESP já ingressou GRATUITAMENTE com a ação monitória (para aqueles funcionários que autorizaram por escrito) para que os funcionários possam receber os valores constantes no termo de rescisão, bem como a multa de 40% do FGTS.
     Continuamos a distribuir as ações monitórias e assim que forem liberados os valores, o SECMESP entrará em contato com os trabalhadores que autorizaram o ingresso da ação.

 

ATENÇÃO: Todas as informações OFICIAIS e VERÍDICAS estão e serão postadas aqui, em nosso site. Não nos responsabilizamos de forma alguma por quaisquer boatos e/ou declarações que não sejam do SECMESP, independentemente de onde venham.

 

Informações: Dra. Talita Silvestre - Depto. Jurídico do SECMESP

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

UNIMED PAULISTANA: HOMOLOGAÇÕES FINAIS

09/11/2015 - 20h33min

 

     Relembrando o que já noticiamos anteriormente aqui, os trabalhadores da Unimed Paulistana estiveram cumprindo o aviso prévio trabalhado, sendo que o último dia de trabalho foi o dia 30/11/2015.
     Faremos no dia 11/11/2015 as últimas homologações para que os trabalhadores consigam levantar o FGTS depositado e para que possam também dar entrada no seguro desemprego.
     Os trabalhadores que serão homologados no dia 11/11/2015 poderão optar por autorizar o SECMESP ingressar com a ação monitória para que possam receber os valores constantes no termo de rescisão, bem como, a multa de 40% do FGTS. Essa opção foi dada a todos os trabalhadores da Unimed Paulistana que foram homologados pelo SECMESP nas ocasiões anteriores (dias 22, 23, 27 e 28/10).

 

   Se você tem dúvidas, envie seu e-mail para talitasilvestre@secmesp.org.br, info@secmesp.org.br ou ligue para o SECMESP no telefone (19) 3232-1471

 

 

ATENÇÃO: Todas as informações OFICIAIS e VERÍDICAS estão e serão postadas aqui, em nosso site. Não nos responsabilizamos de forma alguma por quaisquer boatos e/ou declarações que não sejam do SECMESP, independentemente de onde venham.

 

Informações: Depto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez. 

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

UNIMED PAULISTANA: NOTA INFORMATIVA

05/11/2015 - 21h02min

 

Companheiros, informamos que o Ministério Público do Trabalho aderiu ao processo de arresto. O MPT já vinha acompanhando o caso da Unimed Paulistana em conjunto com o SECMESP.

Ainda não finalizamos as homologações, mas para que possamos acelerar o processo já estamos providenciando as ações monitórias e também a ação principal, para que os valores que os trabalhadores têm a receber sejam liberados.

Reforçamos que nenhum dinheiro do trabalhador passou ou passará pelo SECMESP. Quem liberará o dinheiro aos trabalhadores e a própria Vara do Trabalho e o próprio trabalhador é que irá levantar o valor.

 

ATENÇÃO: Todas as informações OFICIAIS e VERÍDICAS estão e serão postadas aqui, em nosso site. Não nos responsabilizamos de forma alguma por quaisquer boatos e/ou declarações que não sejam do SECMESP, independentemente de onde venham.

 

Informações: Depto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez. 

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

 

 

OUTUBRO - 2015

 

UNIMED PAULISTANA:

HOMOLOGAÇÕES COMEÇARAM

29/10/2015 - 11h43min

 

Como já noticiamos aqui anteriormente, já distribuímos a ação de arresto e bloqueamos o dinheiro do fundo garantidor na ANS para pagamento dos trabalhadores dispensados.

 

Buscando o melhor para o trabalhador, nos dias 22, 23, 27 e 28/10 o SECMESP organizou um mutirão com seus funcionários para fazer as homologações dos funcionários demitidos da Unimed Paulistana, para que os trabalhadores já pudessem levantar os depósitos do FGTS e dar entrada no seguro desemprego. Foram feitas aproximadamente 1200 homologações nesses quatro dias de trabalho.

 

Contamos com o apoio e organização de alguns funcionários remanescentes da Unimed Paulistana, que como os demais também serão dispensados até o dia 30/10, mas que mesmo assim trabalharam com dedicação e empenho para organizar o processo de homologação.

 

No ato da homologação os funcionários demitidos receberam uma ficha para autorizarem (ou não) o SECMESP a ingressar com as ações individuais para que os trabalhadores possam receber as verbas rescisórias e a multa de 40% do FGTS. Ressaltamos aqui que não haverá custo para os trabalhadores. O trabalhos do SECMESP são custeados pelos trabalhadores associados, como manda a lei.

 

Por isso destacamos a importância de ser associado ao SECMESP. Precisamos de força e representatividade para defender o trabalhador e para trabalhar pelos trabalhadores de todo o Estado de São Paulo.

 

O próximo passo a ser dado pelo nosso Jurídico é a distribuição das ações individuais daqueles que autorizaram. Por determinação da Juíza serão distribuídas quinze ações por dia.

 

ATENÇÃO: reforçamos que todas as informações OFICIAIS e VERÍDICAS estão e serão postadas aqui, em nosso site. Não nos responsabilizamos de forma alguma por quaisquer boatos e/ou declarações que não sejam do SECMESP, independentemente de onde venham.

 

 

Informações: Depto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez. 

 

Perdeu alguma notícia? Acesse a página de Notícias clicando AQUI

 

 

UNIMED PAULISTANA:

CONTRA MENTIRAS, TRABALHO SÉRIO E VITÓRIA

20/10/2015 - 15h28min --- Atualizado às 17h41min

 

Contrariando algumas mentiras contadas aos trabalhadores (contadas e disseminadas vergonhosamente por alguns que deveriam estar do lado dos trabalhadores), as vitórias do SECMESP em favor dos trabalhadores começam a aparecer.

 

Ontem, 19/10/2015, a Justiça do Trabalho conseguiu bloquear e penhorar recursos financeiros suficientes para pagamento das verbas rescisórias e multa do FGTS aos empregados demitidos pela Unimed Paulistana. 

 

A penhora foi efetivada em uma conta de investimento da UNIMED PAULISTANA junto ao BANCO DAYCOVAL, E SERÁ TRANSFERIDA brevemente para uma conta judicial de responsabilidade da Vara do Trabalho que cuida da nossa Ação de Arresto.

 

Passaremos agora a realizar as homologações para que os companheiros trabalhadores já possam levantar os depósitos do FGTS e habilitarem no seguro desemprego.

 

CADA TRABALHADOR TERÁ QUE ENTRAR COM UMA AÇÃO INDIVIDUAL, QUE SERÁ FEITA PELO PRÓPRIO SINDICATO E QUE SERÁ DESTINADA SOMENTE AO RECEBIMENTO DAS VERBAS RESCISÓRIAS E MULTA DE 40% DO FGTS

 

Por ocasião das homologações passaremos as informações necessárias sobre as ações judiciais a serem distribuídas.

 

SECMESP

 

Informações: Depto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez.

 

 

UNIMED PAULISTANA - O SECMESP CONTINUA LUTANDO PELOS TRABALHADORES

16/10/2015 - 09h49min

 

 

Nossa ação de arresto prossegue. Já foi enviada a intimação para a ANS no Rio de Janeiro, onde é o local correto para ela ser intimada. Estamos lutando para que seja marcada uma audiência com as partes do processo para definirmos e agilizarmos a solução das pendências, para assim resolver os problemas dos trabalhadores quanto ao recebimento de suas verbas.

 

Como o FGTS está depositado, estamos trabalhando para possibilitar que, enquanto a solução judicial ainda prossegue, pelo menos consigamos propiciar aos companheiros demitidos o levantamento do FGTS e Seguro Desemprego.

 

Diversas reuniões já foram realizadas no sentido de possibilitar que nossos companheiros recebam com urgência o FGTS e Seguro Desemprego.  Assim que tivermos informações sobre data, hora e como serão feitas as homologações vocês serão contatados pela Unimed Paulistana e divulgaremos aqui no site também as informações.

 

Pedimos que divulguem estas informações aos nossos companheiros e que visitem nosso site diariamente, para que vocês fiquem cientes dos passos que tomaremos para liberação do FGTS e Seguro Desemprego.

 

 

COMPANHEIROS, ESTAMOS TRABALHANDO NISSO DIA APÓS DIA E NÃO DESCANSAREMOS ENQUANTO ESSA SITUAÇÃO NÃO FOR RESOLVIDA.

 

SECMESP

 

 

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

09/10/2015 - 14h02min

 

Companheiros trabalhadores: como noticiamos ontem (08/10), o SECMESP conseguiu a liminar de arresto determinando bloqueio de parte dos recursos financeiros do fundo garantidor da paulistana junto à ANS.

 

Aqui cabe esclarecer que o que foi bloqueado é a conta em poder da ANS, que todo plano de saúde tem.

 

A partir de agora, temos que aguardar o prazo legal de manifestação da ANS no arresto para que assim possamos dar andamento no processo e caminhar para a liberação dos pagamentos, uma vez que essa obrigação não foi cumprida pela Unimed Paulistana e agora será suprida através da ação de arresto.

 

LEGALMENTE O PAGAMENTO DAS VERBAS RESCISÓRIAS E O PAGAMENTO DOS FUNCIONÁRIOS SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DA UNIMED PAULISTANA, NÃO CABENDO INTERVENÇÃO DO SINDICATO NAS ORDENS DE PAGAMENTO.

 

O SECMESP é e sempre foi transparente com os trabalhadores. Reforçamos que TODA E QUALQUER INFORMAÇÃO OFICIAL SERÁ E ESTARÁ POSTADA EM NOSSO SITE para que seja de domínio público.

 

ATENÇÃO, TRABALHADORES

Em face desses dias turbulentos, muitas notícias falsas vêm surgindo, atribuindo FALSAS RESPONSABILIDADES AO SECMESP, AO INVÉS DE RESPONSABILIZAR AQUELES QUE PROVOCARAM TUDO ISSO, fazendo com que VOCÊS sejam ENGANADOS novamente.  Abram os olhos!

 

Portanto, qualquer noticia com teor diferente do conteúdo postado aqui é inverídica, independentemente de qual seja a fonte.

 

Lembramos a todos que tudo o que está acontecendo é resultado da assembleia do dia 29/09, com a aprovação dos trabalhadores presentes.

 

Qualquer coisa fora isso é mais uma mentira contada aos trabalhadores...

 

 

Informações, dúvidas ou esclarecimentos - Depto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez.

 

 

UNIMED PAULISTANA:

SECMESP CONSEGUE LIMINAR JUNTO À JUSTIÇA DO TRABALHO

08/10/2015 - 16h55min

 

Companheiros, como vocês vem acompanhando, há meses estamos lutando lado a lado aos trabalhadores da Unimed Paulistana em defesa dos seus direitos.

 

No meio da negociação entre o SECMESP e a Unimed Paulistana a ANS determinou a alienação compulsória da carteira da Unimed, impedindo-nos de negociar um quadro melhor para o trabalhador.

 

Assim realizamos uma assembleia no dia 29/09 na Unimed Paulistana, que deliberou que ingressássemos com uma medida judicial para o bloqueio dos ativos financeiros em nome da Unimed para garantir os pagamentos dos direitos dos trabalhadores.

 

Ingressamos com a medida no dia 30/09/2015 e desde então nosso corpo jurídico acompanhou o processo dia a dia em busca de maiores informações e boas notícias para os trabalhadores.

 

Ontem, 07/10/2015, no final da tarde, o Judiciário trabalhista concedeu liminar de arresto determinando bloqueio de parte dos recursos financeiros do fundo garantidor da paulistana junto à ANS e já foram expedidos os mandados que já estão em posse dos oficiais de justiça.

 

Vamos nos manter mobilizados, atentos e conectados ao nosso site pois a decisão é passível de recurso.

 

ATENÇÃO, TODOS OS TRABALHADORES ENVOLVIDOS: TODA E QUALQUER INFORMAÇÃO OFICIAL SERÁ E ESTARÁ POSTADA EM NOSSO SITE.
O SECMESP NÃO SE RESPONSABILIZA POR TODA E QUALQUER NOTÍCIA NÃO OFICIAL.

 

TRABALHADORES EM COOPERATIVAS MÉDICAS, ESSA É A HORA!

ASSOCIEM-SE HOJE MESMO

SOMENTE O SECMESP É O REPRESENTANTE LEGÍTIMO DA CATEGORIA

 

 

Informações, dúvidas ou esclarecimentos - Depto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez.

 

UNIMED PAULISTANA - 2

UNIMED PAULISTANA

05/10/2015 - 20h14min

 

Hoje nossos advogados estiveram em conversa com a juíza que está cuidando do caso.

A juíza pediu para que reuníssemos e juntássemos alguns documentos à ação para que ela possa analisar.

Já providenciamos os documentos necessários e encaminhamos à juíza.

Até o final da tarde de amanhã deveremos ter maiores informações para vocês.

Continuaremos postando as novidades sobre o caso aqui no nosso site.

Nossa luta continua. Fique atento!

 

 

Informações - Dpto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez.

02/10/2015 - 20h17min

 

Companheiros, conforme deliberado pelos trabalhadores em assembleia do dia 29/09/2015, foi distribuída a ação para garantia dos direitos dos funcionários da Unimed Paulistana, porém até o momento não tivemos uma resposta do judiciário.

Postaremos diariamente informações para vocês!

 

Informações - Dpto. Jurídico do SECMESP - Dra. Talita Silvestre e Dr. Marco Antonio Mundt Perez.

 

SETEMBRO - 2015

 

 

INCRÍVEL? IMPOSSÍVEL?

SECMESP, CSB E TRABALHADORES PARAM A AV. ANGÉLICA, AV. PAULISTA E RUA BELA CINTRA EM SÃO PAULO!

 

30/09/2015 - 14h42min

 

 

CLIQUE AQUI e confira como foi a manifestação!

25/09/2015 - 18h15min

 

16/09/2015 - 19h21min

 

 

 

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA - EDITAL DE CONVOCAÇÃO

 

16/09/2015 - 19h20min

 

SINDICATO DOS EMPREGADOS DE COOPERATIVAS MÉDICAS NO ESTADO DE SÃO PAULO - SECMESP - CNPJ 61.054.623/0001-31

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

 

De acordo com o que determina o Estatuto Social, ficam convocados todos os empregados da UNIMED PAULISTANA SOCIEDADE COOPERATIVA DE SERVIÇOS MÉDICOS, que não trabalham nos setores de pronto atendimento, clínicas, laboratórios, ambulatórios e hospitais,  associados ou não deste Sindicato, a comparecer à ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA que faremos realizar no dia 29 de setembro de 2015,  às 09:00 horas em primeira convocação, com o número legal, ou em segunda convocação às 10:00 horas, com qualquer número de presentes,  no primeiro subsolo (estacionamento) do prédio sito à Avenida Angélica, 2565,  Bairro da Consolação, São Paulo, SP,  para deliberar sobre a seguinte

 

ORDEM DO DIA

 

1.) Apresentação aos empregados das atividades promovidas pelo SECMESP sobre a alienação da carteira de clientes da Unimed Paulistana determinada pela ANS, reflexos junto ao emprego da categoria e resultado da mesa redonda realizada na Superintendência do Ministério do Trabalho em 24/09/2015;

 

2.) Deliberar sobre atitudes e providências a serem tomadas quanto a possibilidade de demissão em massa dos empregados e a hipótese de não pagamento integral das verbas rescisórias, conforme se noticia, por não existência de recursos financeiros da empregadora para arcar com esta responsabilidade;

 

3.) Autorização para a Diretoria do Sindicato ingressar com medidas administrativas e judiciais cabíveis para salvaguardar os interesses e direitos da categoria.

 

Campinas, 15 de setembro de 2015

 

 

                                                                        JOSÉ RENATO PAPPESSO

                                                                        PRESIDENTE

 

 
-------------------- / / --------------------